Destaques

Léo Bijos, em defesa da educação e do trabalho para os jovens do DF

Militante pedetista desde os 14 anos e Presidente da Juventude Socialista do Distrito Federal, Léo Bijos foi anunciado esta semana como o mais novo Secretário de Estado do DF, e aos 29 anos, assume em janeiro a pasta da Juventude do Governo Ibanês Rocha. Formado em Direito, Bijos tem grande desenvoltura na vida política de Brasília e atualmente é Assessor Especial da Presidência da Câmara Legislativa, ao lado do deputado distrital Joe Valle (PDT). Neste entrevista do PDT Nacional, Léo conta um pouco mais sobre seus planos à frente da pasta que assumirá dia 1 de janeiro.

Léo conta que descobriu a história do Trabalhismo ainda no Ensino Médio, através dos livros, e sua paixão com imediata.

“Estudando a História do Brasil, de Vargas, de Jango, eu descobri que a única forma de emancipação de um povo é através da educação e do trabalho. A ligação com a minha visão de mundo, ainda em construção à época, foi na hora. A partir dai comecei a me interessar profundamente pelo PDT, por Brizola, que fazia essa defesa apaixonada destes ideais”, explica Bijos.

A filiação à Juventude Socialista aconteceu aos 16 anos, quando se engajou na campanha presidencial de Cristovam Buarque pelo PDT, em 2006. Aos 18 anos, foi convidado por Buarque para compor seu gabinete, e lá ficou até o senador deixar o PDT.

“Foi muito enriquecedor esse período trabalhando no Senado porque as redes sociais estavam começando a dar os primeiros passos no mundo político aqui no Brasil. Um dos meus papéis foi conectar o gabinete com a juventude, via Twitter, e mostrar que a defesa intransigente da educação de qualidade é vital para o desenvolvimento de um país enquanto nação”, relembra.

Bijos também foi Gerente da Postal Saúde, plano de saúde dos funcionários dos Correios durante a gestão de André Figueiredo (PDT-CE) à frente do Ministério das Comunicações. Em 2016 Bijos foi eleito presidente da JS-PDT do Distrito Federal e já participava efetivamente da vida política na Capital. Fez parte da articulação que levou o Deputado Distrital Joe Valle (PDT) à Presidência da Câmara Legislativa – contra a vontade do então governador Rodrigo Rollemberg.

Léo conta que o convite do governador eleito Ibanês Rocha surgiu depois de uma conversa sobre os rumos dos jovens do Distrito Federal.

“No nosso primeiro contato depois que ele se elegeu, foi franco e falando sobre o planos dele para os jovens. Hoje, aqui no DF, um terço da população é jovem e, por isso, temos que assistir muito de perto. Defendi que hoje é preciso trabalhar em cima de três eixos voltados ao assunto: a proteção para que eles possam estudar, em um segundo momento a qualificação profissional e a questão da inovação, do investimento em incubadoras de novas empresas, sempre com o foco de quem o jovem queira ficar aqui no DF. Logo depois veio o convite”, relatou Bijos.
O terceiro, segundo Bijos, é um dos mais importantes, já que a cultura dos jovens no Distrito Federal é fazer concurso público.

“O jovem aqui não tem muita oportunidade fora dos concursos públicos. Eu mesmo passei por isso quando me formei. Vamos trabalhar para quebrar esse paradigma e fazer com que os jovens desenvolvam seu espírito empreendedor aqui, entendendo o que eles precisam. De alguma forma, temos que romper essa tragédia que é comum aos jovens: a falta de emprego, de qualificação e de prevenção. Isso significa desenvolvimento, e todos saem ganhando”, afirma Bijos.

Léo também adianta que irá procurar os quadros da Juventude Socialista que ou estão ou já passaram por postos semelhantes ao que assumi dia primeiro de janeiro. Para ele, a troca de experiências é fundamental.

“Temos grandes nomes que são ou já passaram pela JS e tiveram papel de destaque em seus estados, como o Luizinho (Martins, RS), a Joelma (Santos, AP), Binho (Robson Guimarães, RJ), o Julio Breeze (CE) entre tantos outros. Esta troca de experiência será muito importante para o desenvolvimento das políticas públicas”, finaliza Bijos.

Botão Voltar ao topo